Widget Image

Comercial e Media Training

Cecília Amaral

cecilia@musicapopularsertaneja.com

(11) 99183-8272

Sugestões de pauta

Cristiane Bomfim

cristiane@musicapopularsertaneja.com

(11) 99453-8127

Mídia Kit

HomeNotíciasCom 1 ano de carreira, Marília Mendonça é a artista mais popular do país: “Achava que era só cantar. Não sabia que vinha o pacote”

Com 1 ano de carreira, Marília Mendonça é a artista mais popular do país: “Achava que era só cantar. Não sabia que vinha o pacote”

Com 1 ano de carreira, Marília Mendonça é a artista mais popular do país: “Achava que era só cantar. Não sabia que vinha o pacote”

Por: Cristiane Bomfim | Data: 17 de agosto de 2016

Ingressos esgotados, trânsito parado e uma fila interminável de pessoas na entrada do Centro de Tradições Nordestinas (CTN), na zona oeste. Com capacidade para 8.500 pessoas, o local – que completa 25 anos em 2016 – recebeu pela primeira vez na última sexta-feira, dia 12, a goiana Marília Mendonça.

Dona do hit “Infiel” e tantos outros que a consagraram a cantora mais popular do ano, Marília Mendonça tem apenas 21 de idade e comemorou um ano de carreira no dia 9 de agosto com números de fazer inveja a muitos artistas com muito tempo de estrada. Para começar ela é a artista brasileira mais assistida no YouTube. Seus vídeos já foram vistos mais de 80 milhões de vezes – para sermos exatos, foram até agora 80.830.326 visualizações. Seu canal tem 1,6 milhões de pessoas inscritas. Entre janeiro e julho, ela foi a sexta artista mais executada nas rádios de todo o país. De acordo com ranking divulgado pela Connect Mix, a canção “Infiel” tocou 335.438 vezes. São, em média, 25 apresentações por mês e shows vendidos até o fim do ano.

Engana-se quem pensa que Marília Mendonça é artista de uma música só. Pelo contrário. A jovem é compositora dos sucessos como “É Com Ela Que Eu Estou” (gravada por Cristiano Araújo), “Calma” (famosa nas vozes de Jorge & Mateus) e ainda “Até Você Voltar” e “Cuida Bem Dela” (as duas integram o repertório de Henrique & Juliano). E foram as letras das músicas que escreveu que a levaram ao palco para sai primeira apresentação na cidade de Itaituba, no estado do Pará, em 8 de agosto do ano passado.

“Sempre gostei de compor. Eu não uso a composição como um caminho (para o palco), mas meu empresário usou. Em nossa primeira reunião ele olhou pra mim e disse: ‘Continua compondo, você vai ganhar seu respeito assim e quando você chegar lá, você vai ter meio caminho andado’”, contou Marília Mendonça ao Música Popular Sertaneja.

Marília escreveu a primeira música aos 12 anos. Aos 15 anos teve sua primeira composição gravada: em 2013, João Neto & Frederico colocaram voz na canção “Crime Perfeito”, escrita pela jovem em parceria com Gabriel Agra e Juliano Tchula. Na sequência, os irmãos gravaram “Minha Herança”, também escrita por Marília. A faixa integra o DVD “Ao Vivo em Palmas”.

“Só sabia que eu queria cantar. Para mim era isso, entendeu? Eu não sabia que eu estaria vivendo toda essa correria que eu estou vivendo hoje”, confessou a jovem que diz ser tímida apesar de parecer despachada no palco. “Cuida Bem Dela”, gravada por Henrique & Juliano é considerada o divisor de águas na carreira de Marília Mendonça. Foi o sucesso da música que garantiu a estreia dela como cantora e a gravação do DVD “Marília Mendonça – Ao Vivo” que traz o hit “Infiel” – com 124 milhões de acessos no YouTube. Impressionantemente, o álbum lançado pela Som Livre no início de 2016 conseguiu emplacar quase todas as faixas: “Alô Porteiro”, “Impasse”, “Meu Cupido é Gari” e “Sentimento Louco” já estão na boca do povo.

Agora, a cantora se prepara para o segundo DVD. O álbum será gravado em 8 de outubro em Manaus, no Amazonas. “A cobrança agora é muito maior”, contou.

Na semana em que completou 1 ano de carreira, Marília Mendonça conversou com o Música Popular Sertaneja e fez um balanço do período. Confira:

MPS –  Sua carreira começou como compositora. Que horas você decidiu que não ia somente escrever, mas que queria que as pessoas te vissem cantando?

Marília – Na verdade o fato de querer cantar já existia. Eu tenho 21 anos de idade, cheguei no escritório com 15, muito imatura, não sabia de nada. Só sabia que eu queria cantar. Para mim era isso, entendeu? Eu não sabia que eu estaria vivendo toda essa correria que eu estou vivendo hoje. De dormir as 5 horas da manhã e acordar as 8. De fazer um programa de TV aqui, outro ali e sair correndo sem tirar a maquiagem do programa e ir fazer show. Ficar um dia em casa com a minha mãe e ter que ir embora, não saber que roupa vai usar, perder mala na correria. Não imaginava que vinha esse pacote. Eu achava que era chegar e cantar, entendeu? Chegar, cantar e pronto.

MPS – Compor foi o caminho para você virar cantora?

Marília – Não. Eu sempre gostei de compor. Eu não uso a composição como um caminho, mas meu empresário usou. Ele falou para mim. Na nossa primeira reunião ele olhou para mim e disse: “continua compondo, você vai ganhar seu respeito assim e quando você chegar lá, você vai ter meio caminho andado”. Foi o que aconteceu. Quando ele chegou em mim e disse que eu estava pronta para cantar e eu avisei para o mercado que eu ia soltar o CD, o povo já ficou ouriçado porque já tinha alguns sucessos que eu tinha escrito. Então me ajudou muito, muito mesmo.

MPS – Você tem essa noção que é diferente. Que não foi uma coisa programada e planejada?

Marília – Eu pareço ser muito despachada. Eu sou tímida, eu estou aprendendo a conviver com tudo isso. A barriga dói antes de entrar no palco, eu tenho medo de câmera. Mas eu me esforço para que tudo dê certo. Desde o primeiro show até hoje eu venho aprendendo demais. Eu também peguei uma equipe que me ajuda demais, que me dá segurança. Porque é maravilhoso subir no palco e não precisar olhar para trás para ver o que está acontecendo, olhar para frente e saber que está tudo certo.

MPS – Qual a música que mais te toca, quando você canta?

Marília – A música que eu fiz e que é a mais importante na minha carreira se chama “Cuida Bem Dela”. Ela é um divisor de águas na minha carreira. Depois que Henrique e Juliano gravaram essa música eu comecei a ser respeitada pelos artistas e aí começou a acontecer tudo isso que está rolando. “Cuida bem Dela” é uma história verídica, aconteceu comigo.

MPS – O que você ganhou e o que você perdeu nesse um ano de carreira?

Marília – Eu mais ganhei do que perdi, na verdade. Eu ganhei uma família maior que é a minha equipe, meus fãs e todo mundo, ganhei muita gratidão dos fãs, ganhei tudo o que eu trabalhei. Tudo o que eu plantei eu colhi, porque eu acredito que não existe sorte, existe trabalho duro e esse ano foi um ano de trabalho duro. Essa coisa do Brasil conhecer o meu rosto… Mas também perdi a liberdade, o tempo, o descanso as vezes fica escasso, você tem que as vezes driblar, perdi um pouco da saúde, devo ter perdido uns fios de cabelo por causa do estresse. Mas graças a Deus eu avalio este ano como o meu ano e tenho certeza que foi maravilhoso. Até fiz uma festa para a equipe para agradecer tudo o que eles fizeram por mim e só tenho a agradecer a deus e continuar trabalhando para que o ano de 2017 seja o ano da Marilia Mendonca de novo.

MPS – Você é, com um ano de carreira, a artista mais top do Brasil: a mais tocada, a mais vista no YouTube. Você imaginou que seria tão rápido assim?

Marília – É muita felicidade no coração e também é muito difícil de lidar porque você é mais cobrada por tudo. O próximo DVD está vindo aí e a cobrança é maior. É maior no repertorio, o povo está esperando uma coisa top, top, top. Então a gente tem que focar mais e a gente nunca sabe bem para que caminho vai. Eu coloquei na minha cabeça que o caminho a seguir é o mesmo do primeiro DVD. Então o que tenho que fazer é manter o que está acontecendo. É tudo culpa dos fãs, de todos os compartilhamentos e toda divulgação. É difícil lidar com isso porque você precisa manter e manter é complicado.

Quem te cobra mais, você ou o público?

Marília – As pessoas me cobram mais porque eu sou muito segura, graças a Deus. Acho que Deus sabe o que faz e se ele abençoou a minha carreira até hoje é porque era para ser assim. Mas eu sempre tenho as pessoas para ficarem me puxando: “Marília, escuta essa música aqui, vamos ali, vamos escolher o repertório”. São pessoas que me incentivam a ser melhor todos os dias.

Gostou? Compartilhe
Rate This Article

cristianebomfimsantos@gmail.com

Deixe seu comentário abaixo

Deixe um comentário

Versão Desktop