Widget Image

Comercial e Media Training

Cecília Amaral

cecilia@musicapopularsertaneja.com

(11) 99183-8272

Sugestões de pauta

Cristiane Bomfim

cristiane@musicapopularsertaneja.com

(11) 99453-8127

Mídia Kit

HomeOpiniãoFesteja Boston: pague 4, leve 2 e deixe muito lixo no local

Festeja Boston: pague 4, leve 2 e deixe muito lixo no local

Festeja Boston: pague 4, leve 2 e deixe muito lixo no local

Por: Cristiane Bomfim | Data: 9 de outubro de 2016

No domingo passado, dia 2, aconteceu na cidade de Boston, nos Estados Unidos, a primeira edição do Festeja fora do Brasil. Cerca de 10 mil pessoas – os números não são oficiais – lotaram o Veterans Memorial Stadium mesmo com a ausência de duas atrações. Com ingressos vendidos por lote pelo preço final de US$ 100, referente ao terceiro lote (equivalente a nada menos que R$ 322) e que ultrapassaram os US$ 200 em outros setores, o evento prometeu levar aos brasileiros que moram naquele país os shows de Henrique & Juliano, Marília Mendonça, Zé Neto & Cristiano e ainda Maiara & Maraísa. No entanto, às 20h do dia anterior ao Festeja a WorkShow e a Floripa Produções, organizadoras do evento, anunciaram que os shows de Zé Neto & Cristiano e Maiara & Maraísa estavam cancelados.

Zé Neto & Cristiano e Maiara & Maraísa não poderiam comparecer por conta de problemas com a retirada dos vistos. De acordo com a nota oficial divulgada: “As duplas tiveram seus vistos aprovados somente na sexta-feira (30/09) nos EUA, devido ao fuso horário, a embaixada americana no Brasil havia encerrado expediente, impossibilitando a retirada dos passaportes em tempo hábil para o embarque”.

O que ninguém explicou é por que a solicitação do visto foi deixada para a última hora, sendo que os ingressos para o evento começaram a ser vendidos em maio – ou seja, com cinco meses de antecedência. Procurados pelo Música Popular Sertaneja para comentar o ocorrido tanto a Workshow quanto a Floripa Produções não retornaram os pedidos de entrevista.

Os ingressos caros e a ausência de duas duplas desanimaram Danielle Rose de Araújo Souto, de 37 anos. Há sete anos morando em Massachussets, ela viu na televisão o anúncio do show. Comprou em maio e por US$ 120 cada um dos ingressos VIP (o dela e o do marido). “Sábado, às 20h45, menos de 24 horas para o começo do Festeja, fomos informados que Zé Neto & Cristiano e Maiara & Maraisa não iriam mais e que quem não quisesse mais ir ao show seria ressarcido na bilheteria ou nos postos de venda”, conta. Uma das perguntas feita por Danielle é se poderia reaver apenas metade do ingresso, já que – na prática – assistiria as apresentações de metade das atrações anunciadas. “A resposta não foi muito educada”, lembra.

O marido de Danielle foi até o local do show no domingo reaver o dinheiro. “Depois de dirigir quase uma hora, ele foi informado que o número de pessoas que queriam ser ressarcidas era alto e que a devolução ocorreria ao longo da semana”, contou a brasileira ao Música Popular Sertaneja.

Quem preferiu matar a saudade da música brasileira e ver seus artistas de perto pôde conferir shows emocionantes. Prestes a gravar um DVD em Manaus – que aliás foi gravado ontem, dia 8 – Marília Mendonça levou ao público sucessos como “Infiel” e “Alô Porteiro”. Já Henrique & Juliano, considerada uma das principais duplas da atualidade, fizeram o povo cantar em coro seus principais hits.

“Compramos ingressos para a área VIP, que deveria ter um acesso fácil. Mas era um aglomerado de gente e foi um custo entrar na área que paguei para estar. A cerveja acabou antes mesmo do show começar e então começaram a vender cerveja quente. Não tinha banheiro suficiente para todos. Enfim, foi uma zona. A única coisa que manteve as pessoas ali e não fez aquilo se tornar um campo de guerra é que os artistas são sensacionais”, contou Mariana Pinheiro, de 29 anos, ao Música Popular Sertaneja. Também faltaram lixeiras.

Muito lixo após Festeja Boston (Foto: CBS Boston)

Muito lixo após Festeja Boston (Foto: CBS Boston)

A sujeira deixada foi notícia nos jornais locais da cidade.  O CBS Boston foi até o local e mostrou como ficou o estádio após o Festeja. Você confere aqui: Lawrence High Football vira uma lixeira após festival brasileiro (o texto está em inglês). Há ainda muitas reclamações nas redes sociais.

 

Gostou? Compartilhe
Rate This Article

cristianebomfimsantos@gmail.com

Deixe seu comentário abaixo

Deixe um comentário

Versão Desktop